quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Instalação do Xampp no DuZeru Linux



Existem diferentes formas de se fazer um site. Ele pode ser feito com o uso de algum cms ou pode ser feito em código html/html5 puro, depende de quem o faz, entretanto, caso utilize algum cms ou se precisar fazer integração de html5/php/banco de dados é necessário o uso de um servidor de testes para o site ser instalado corretamente. Neste tutorial ensino a instalar o Xampp de forma correta no seu Duzeru Linux.

Apesar de fazer a instalação do Xampp é bom lembrar que não é necessário instala-lo para poder começar seus projetos no WordPress ou outro cms que necessite do uso de banco de dados, você pode fazer a instalação manual também, mas o Xampp/Lampp assim como outro programa de simulação de servidor web na sua máquina local já vem completo com as ferramentas que você irá precisar, basta seguir os passos abaixo:

  • Torne o arquivo executável ~# chmod +x xampp-installer.run;
  • Inicie a instalação do Xampp ~# ./xampp-installer.run;
  • Siga os passos do assistente de configuração até o final;
  • Crie um lançador para o ambiente gráfico com o comando, caso seja 32 bits                 ~# echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=xampp\n Exec=gksudo /opt/lampp/manager-linux.run\n Icon=/opt/lampp/icons/world1.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/xampp.desktop;
  • E caso seja 64 bits ~# echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=xampp\n Exec=gksudo /opt/lampp/manager-linux-x64.run\n Icon=/opt/lampp/icons/world1.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/xampp.desktop;
  • Por fim, instale o GKSU para o atalho funcionar corretamente com o comando              ~#  apt-get install gksu;
  • Para iniciar o xampp, basta digitar o comando toda vez que inicializar o sistema operacional com o comando                                                                                                    ~#  /opt/lampp/lampp start
Gostou da dica? Nos próximos tutoriais, voltarei dando dicas sobre WordPress, por isso se quer desenvolver seu próprio site, mas não sabe programar, fica ligado.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Arch Linux - Jan, 2017




terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Cursos online, Semi presenciais e Pago

Cursos


Idiomas:
http://www.cursosonlinesp.com.br/departamentos/Idiomas/

SERPRO:
https://inclusao.serpro.gov.br/

Udemy (pago):
http://udemy.com

Fundação Bradesco

Têm cursos online de Banco de Dados, Desenvolvimento de Aplicativos, etc. e semipresenciais de Cisco, IT Essentials, etc. Nos que estiverem disponíveis inscreva-se e invista este tempo em você.


  • Cursos Online

São cursos rápidos, em diversas áreas do conhecimento.
Você está iniciando no mundo da informática? Busca aperfeiçoamento ou especialização? Aqui você encontrará um curso sob medida para suas necessidades! (Escola Virtual - Fundação Bradesco)

Você pode visualizar os cursos aqui: Cursos Online


  • Cursos Semipresenciais

São cursos mais técnicos, voltados para usuários mais experientes.
As aulas presenciais, além de obrigatórias, são importantíssimas para o aprendizado!
Após a inscrição é necessário aguardar a convocação. (Escola Virtual - Fundação Bradesco)

Você pode visualizar os cursos aqui: Cursos Semipresenciais

Você pode se cadastrar no site aqui em: Faça seu cadastro!



domingo, 8 de janeiro de 2017

Bluefish Editor

Se você é um fanático usuário Windows, com toda certeza, conhece um programa da Adobe chamado Dreamweaver e/ou usa ou já usou em algum momento da vida. Se você está procurando uma solução de código aberto tão bom quanto, então deve conhecer o Bluefish, um poderoso editor de códigos html, css, php, xml... dentre outras linguagens conhecidas.






Página do Bluefish


PÁGINA DO DESENVOLVEDOR

Para quem quiser saber mais a respeito, pode acessar a página do desenvolvedor e baixar para outras plataformas também, acesse o link abaixo:

http://bluefish.openoffice.nl/index.html


APRENDA A INSTALAR O BLUEFISH NO DUZERU E DERIVADOS DE UBUNTU/DEBIAN

 

Para fazer a instalação do Bluefish no Duzeru linux e em distribuições baseadas em Ubuntu/Debian basta seguir os passos abaixo:

Para sistemas que utilizam + 3 ambientes de desktop baseado em GTK;

  • ~# add-apt-repository ppa:klaus-vormweg/ppa
  • ~# apt-get update
  • ~# apt-get install bluefish 

Para sistemas que utilizam não-GTK + 3 (Qt ou GTK2) ambientes de desktop baseados;

  • ~# add-apt-repository ppa:klaus-vormweg/bluefish-gtk2

  •  ~# apt-get update

  • ~# apt-get install bluefish 

     

    Se por algum motivo precisar remover o aplicativo, basta digitar no terminal o seguinte comando;

    ~# apt-get remove bluefish


quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Cursos Grátis Bradesco

Online e Semipresenciais


Têm cursos online de Banco de Dados, Desenvolvimento de Aplicativos, etc. e semipresenciais de Cisco, IT Essentials, etc. Nos que estiverem disponíveis inscreva-se e invista este tempo em você.


  • Cursos Online

São cursos rápidos, em diversas áreas do conhecimento.
Você está iniciando no mundo da informática? Busca aperfeiçoamento ou especialização? Aqui você encontrará um curso sob medida para suas necessidades! (Escola Virtual - Fundação Bradesco)

Você pode visualizar os cursos aqui: Cursos Online


  • Cursos Semipresenciais

São cursos mais técnicos, voltados para usuários mais experientes.
As aulas presenciais, além de obrigatórias, são importantíssimas para o aprendizado!
Após a inscrição é necessário aguardar a convocação. (Escola Virtual - Fundação Bradesco)

Você pode visualizar os cursos aqui: Cursos Semipresenciais

Você pode se cadastrar no site aqui em: Faça seu cadastro!

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Sistema Operacional online - Eyeos


Comandos básicos no linux

Esses comandos podem ser utilizados em qualquer sistema operacional linux derivados de Ubuntu/Debian. São comandos básicos que são necessários geralmente no dia a dia.

Tome Nota: O conteúdo deste tutorial não é destinado a usuários intermediários e avançados, mas sim ajudar a quem está começando no mundo linux a ter noção de como funciona os comandos.


USUÁRIO ROOT/USUÁRIO COMUM


A primeira noção de linux é saber diferenciar o usuário comum de usuário root (ou usuário administrador). A sigla no terminal linux é definido pela "~$" para usuário comum que não contém todos os privilégios e não pode alterar quase nada no sistema operacional e a sigla "~#" para administrador. Para abrir o terminal, basta digitar no teclado o comando Contrl + Alt + t ou ir no menu iniciar e digitar "terminal".

Dentro do terminal, você pode focar de duas formas para usar em modo administrador, digitando ~$ sudo -i ou somente ~$ su. Veja abaixo algumas imagens para entender melhor.




Caso você precise de um calendário rápido, basta digitar "Cal" na frente e pronto, um mini calendário irá aparecer, podendo ser tanto em modo root ou como usuário comum.

Abaixo, uma lista com alguns comandos para ir treinando e entre parênteses o comentário de como usar. Lembrando que existem diferentes terminais, sendo os nativos do seu ambiente gráfico e alguns que podem ser instalados como o Gwake e o Terminator que possuem suas próprias peculiaridades. 

  • ~$ cat: (comando que serve para visualizar o que tem dentro de um arquivo. Por exemplo: digite cat nome_de_um_arquivo_qualquer e ele irá mostrar o conteúdo do arquivo.)
  • ~$ cd: (comando que serve para acessar determinada diretório/pasta. Basta digitar cd /diretório. Caso esteja no diretório após o diretório /home, para seguir em frente não é necessário colocar a "/", sendo necessário colocar apenas para o primeiro diretório/pasta acessada. Outra coisa muito importante para se lembrar é que se desejar voltar um diretório, basta acessar ~$ /diretório cd..) Tome Nota: Para não confundir, lembrar que no terminal, os diretórios estarão sempre separados pela "/", por isso a usei.
  • ~# chmod: (comando usado para alterar as permissões de usuário. Por exemplo, o usuário x pode acessar, ler e excluir o conteúdo de determinada pasta, mas o usuário y só pode ler o conteúdo. Este comando só pode ser usado em modo administrador, portanto cuidado ao dar permissões para usuários).
  • ~# cp/origem /destino: (Serve para copiar um arquivo para outro diretório).
  • ~# mv/origem /destino: (Parecido com o comando anterior, este serve para mover arquivos ou pastas para outro diretório. Estes dois comandos são importantes, pois as vezes por questões de segurança, você não consegue copiar ou mover arquivos de uma pasta para outra, principalmente se for para a raiz do sistema operacional). 
  • ~$ clear: (comando usado para "limpar" o terminal. Por exemplo, instalei um programa e o terminal está cheio de palavras com o conteúdo instalado, mas o clear, irá baixar o cursor para baixo, fazendo com que a tela mostre apenas o conteúdo de fundo).






Aprenda a Instalar e Configurar o WooCommerce

Hoje em dia a grande maioria das pessoas querem investir tempo em algum negócio lucrativo pois o momento do país não está muito favorável para uma empresa de pequeno e médio porte estar com um grande número de funcionários na folha de pagamento e uma alternativa que pode ser bastante lucrativa é a área de vendas. 


Você pode vender qualquer item que escolher, mas, poucas pessoas sabem que vender pela internet pode ser mais lucrativo do que ter despesas com uma loja física e é onde entra o WooCommerce, um plugin para WordPress bastante útil e talvez seja o melhor para a maioria das pessoas. Apenas um lembrete, "a melhor ferramenta é aquela que atende as suas necessidades".

WOOCOMMERCE


Como dito, o WooCommerce é um plugin para WordPress que monta uma loja virtual para vender qualquer tipo de item. O plugin possui suporte a uma infinidade de coisas e ainda possui diversos fóruns pela internet para ajudar o usuário com suas dúvidas. O melhor e mais viável talvez seja a incorporação do mesmo com os correios que se torna viável para comerciante e cliente, pois o mesmo já lhe apresenta um sistema de cálculo de frete que pode ser configurado para determinada quantidade de itens não ser cobrado o frete. 

Você também pode hospedar seu site na Hostgator ou na Superdomínios que são hoje as melhores hospedagens no Brasil em termos de custo benefício. Não quer dizer que você tenha que escolher um deles, pois as melhores hospedagens ainda são "gringas", entretanto, como você teria de pagar em dólar, talvez não fosse viável no primeiro momento. Os motivos interessantes que tornam essas duas empresas hoje as melhores (isso é minha opinião pessoal, pois já usei as duas para hospedar site/blog e foram as que melhor me atenderam) são que a Hostgator possui três tipos de hospedagem, sendo a mais cara delas R$45,00 mensais e você ainda ganha um certificado ssl para proteger o seu site e torná-lo mais seguro para seu cliente. No caso da Superdomínios, a empresa vende quatro tipos de certificado para diversas finalidades, inclusive o certificado da Comodo (maior ou uma das maiores empresas no ramo de segurança da informação) onde irá aparecer o nome da sua empresa antes do link da sua loja virtual. Antes que me esqueça, o suporte de ambas pode ser considerado de bom para excelente, tanto por chat como por email, sendo que os atendentes são super tranquilos e lhe auxiliam perfeitamente no seu problema. Quanto a hospedagens "gringas" não posso dizer muito, pois não testei nenhuma, mas o blog Tekzoom indica a Digital Ocean. Só estou mencionando, pois acredito que boas empresas tem de ser divulgadas sim, pois ninguém merece passar raiva por serviços de má qualidade.

INSTALAÇÃO


Para instalar o plugin é bastante simples, pode ocorrer de duas formas, a primeira é dentro do painel de controle do seu site, na parte de plugins, clique em Add new (adicionar novo) procure por WooCommerce e faça a instalação do mesmo ou então, baixe a versão mais atualizada do plugin neste link e faça a instalação manual clicando em "upload plugin" e depois em "choose file". Pronto, agora é só configurar o plugin com suas necessidades.

CONFIGURAÇÃO


A configuração do plugin é tão simples quanto a instalação, podendo ser feita em poucos passos. Assim que é ativado o plugin, a tela de instalação que irá abrir perguntará se você quer configurar no momento ou deixar para depois. No nosso caso, começaremos agora. 

  • Tome nota: antes de começar se lembre que se o WooCommerce estiver em inglês, para passar ele para português, seu WordPress também tem de estar em português.


A primeira página é a página de boas vindas apresentadas assim que o plugin é instalado. Você pode configurar essa parte depois e clicar em “Não agora” ou pode ir em frente e clicar em “Vamos lá!”. A primeira página de instalação apresenta uma série de páginas necessárias como “cadastro” ou “finalizar compra” e são necessárias, então, se essas páginas ainda não forem criadas, o WooCommerce cria as mesmas automaticamente. Na página seguinte, você tem de fazer a configuração de localização da loja, basta selecionar o país de origem e o estado, assim como deve ser definido as unidades de peso e a moeda local.
Seguindo a próxima página, defina as opções de taxa de entrega, você pode configurar para cobrança de taxas (se os correios forem entregar o produto ou fazer regras onde na sua cidade você faça a entrega e não cobre taxa de entrega, mas aqui é somente a configuração básica, pois para configurações mais avançadas como a não cobrança de taxas na cidade local da loja, é feito na área de configuração padrão).
Próxima página é onde será definido as configurações de pagamento, marque somente aquelas opções que você usará (no caso as que ele fornece por padrão). Para outros tipos de pagamento como cartões Visa e Mastercard é necessário a instalação de um plugin extra e configurar com suas opções padrão, pois para essas modalidades é necessário seguir algumas regras extras como ter cnpj por exemplo.
Na última página é a página de confirmar todas as opções. O plugin traz links com tutoriais para aprender mais sobre o mesmo, se quiser ajudar a melhorar o plugin com feedbacks rotineiros ou se já quiser publicar o primeiro produto na sua loja. Depois disso, basta configurar nos menus onde você quer que apareça os produtos da sua loja e começar a vender. Só não se esqueça de atentar as regras de segurança para não se prejudicar e nem aos seus clientes.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Instalação e Configuração do Mozilla Thunderbird no Duzeru Linux



Mozilla Thunderbird é um poderoso cliente de e-mail fornecido pela empresa Mozilla. Muitos já conhecem o famoso navegador Mozilla Firefox e os profissionais de TI e curiosos conhecem também o browser Mozilla Firefox Developer, para desenvolvedores, mas o foco é o cliente de e-mail.

O Thunderbird é um rival a altura do famoso Outlook da Microsoft, oferecendo uma fácil instalação de e-mail, sem o usuário precisar saber muito de informática para fazê-lo. O interessante é que o mesmo é gratuito e a configuração de mais de um e-mail pode ser tão fácil quanto a instalação do mesmo no sistema operacional.

Outro interessante é que é possível instalar não somente e-mails, como contas de bate-papo e Rss para receber notícias de sites/blogs que disponibilizam essa função para os leitores.


INSTALAÇÃO


Para instalar o Thunderbird siga os passos abaixo:
  • ~# uname - m (para saber qual a sua versão linux);
  • ~# wget "https://download.mozilla.org/?product=thunderbird-latest&os=linux&lang=pt-BR" -O thunderbird.tar.bz2 (baixar para versões 32 bits);
  • ~# wget "https://download.mozilla.org/?product=thunderbird-latest&os=linux64&lang=pt-BR" -O thunderbird.tar.bz2 (baixar para versões 64 bits);
  • ~# tar -jxvf thunderbird.tar.bz2 -C /opt/ (para descomprimir o arquivo);
  • ~# mv /opt/thunderbird*/ /opt/thunderbird (para renomear o arquivo);
  • ~# ln -sf /opt/thunderbird/thunderbird /usr/bin/thunderbird
  • ~# echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=thunderbird\n Exec=/opt/thunderbird/thunderbird\n Icon=/opt/thunderbird/chrome/icons/default/default32.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/thunderbird.desktop

CONFIGURAÇÃO


Para configurar o primeiro e-mail no Thunderbird, ao acessá-lo, ele lhe pergunta os dados de e-mail (usuário e senha) para poder configurar. Basta fornecer somente ambos os dados, pois as configurações de servidor, o próprio Thunderbird procurará na web e configurará por conta própria. Com e-mails corporativos, pode acontecer do mesmo não encontrar, entretanto, basta solicitar a equipe de TI os dados de configuração do servidor corporativo e fazer a instalação manual do mesmo.

Caso queira, você pode instalar mais de um e-mail simplesmente indo em exibir o menu thunderbird ou barrinha de três riscos e depois em Preferencias > Configuração de conta. Na janela que abrir vá em ações de conta e clique em Nova conta de e-mail e siga os mesmos passos que fez com o primeiro e-mail, fornecendo nomes de usuário e senha (lembrando que tem de ser completo, ou seja, @gmail.com por exemplo) e logo ele procurará pelas configurações do servidor de e-mail. Não só as contas de servidores famosos dão certo como se quiser adicionar um e-mail com suas credenciais, dará tão certo quanto, por exemplo contato@meusite.com.br. Não sei ao certo se existe um limite de e-mails que podem ser adicionados ao Thunderbird, mas no momento, possuo sem problemas dois gmails que tinha desde a época de faculdade, um e-mail profissional com meu domínio próprio e um e-mail do Vivaldi que estou testando a qualidade do mesmo. Além destes, também possuia mais dois com outro domínio que já não uso mais, todos funcionando sem problema.

OUTRAS CONFIGURAÇÕES


Além das configurações já mencionadas, também pode ser feito outras configurações que não são obrigatórias para o uso do cliente de e-mail. Na aba servidor é onde você encontra algumas opções de segurança e configurações Imap, para receber mensagens. Apesar dessa aba possuir algumas configurações de segurança, existe uma aba específica de segurança que é onde você instalará certificado de assinatura digital, que é fornecido por grandes corporações para e-mails profissionais.

Além dessas, você pode estar configurando também o Anti-spam ou mesmo pastas e sincronização de e-mails, podendo configurar a quantidade de tempo que checará o envio/recebimento de e-mails e até mesmo a confirmação de leitura.

Se você usa o Outlook e precisa de um cliente capaz de te entregar as configurações que ele fornece, mas é inviável pagar licenças para uma quantidade grande de computadores, use o Thunderbird, certamente ele irá lhe atender tão bem quanto o cliente de e-mail da Microsoft.

Wallpapers - Janeiro de 2017

Quando estou sem nada para fazer, um dos meus hobbies é procurar por wallpapers pela internet e pensando nisso, resolvi disponibilizar um pacote com alguns dos melhores que encontro todo mês. Confira abaixo.














Você também pode fazer o DOWNLOAD dos arquivos pelo mega.


Início do Projeto e Hoje em 2018